Artrite Reumatóide: Dicas práticas de como proteger as articulações nas atividades do dia-a-dia

Aqui tem um pouco da minha Vida com AR e muito de mim.

Minha foto

Sou mãe, mulher, amiga...uma pessoa humanizada e determinada a lutar incansavelmente pela igualdade de direitos. Apaixonada pela vida, determinada a ser feliz incondicionalmente!

Blogueira e Mobilizadora Social em Pro da Pessoa com Doença Reumática no Brasil.

Autora do Blog 
www.artritereumatoide.blog.br

Idealizadora do Grupo de Ajuda Mútua "EncontrAR"

Se vc vem do Blog e tem AR ou algum tipo de Doença Reumática faça parte do nosso Grupo no Facebook EncontrAR 
http://www.facebook.com/groups/encontrar/

Colunista  no Portal Reumatoguia 
www.reumatoguia.com.br

Colunista no Portal Artrite Reumatoide 

www.artritereumatoide.com.br

"Existe vida após a AR", tudo que fazíamos antes da AR, podemos fazer agora, só que de uma forma diferente. Enquanto houver alegria em meu coração, força e vontade de viver, a Dor da AR não me levará a tristeza. Acredite, Dor Compartilhada é Dor Diminuída, compartilhe a sua dor e saiba o quanto nos faz bem falar com gente como a gente. Aqui tem um pouco da minha história e muito de mim, deixe um pouco de você através dos comentários.(todos os comentários são respondidos)

A doença chega a nossas vidas derrepente e nos apresenta limitações e dificuldades até então desconhecidas. Passamos a viver uma vida de por quês?. Ansiedades, medos, inseguranças passam a fazer parte de nossos dias. Porém a vida não termina aqui, começa uma nova vida, onde temos que rever nossos conceitos, procurando adaptar toda uma vida, costumes, rotinas diárias e enfrentamos uma sociedade que preconceituosa, ainda rotula as doenças reumáticas como “doença de velho”, o que não é verdade. As doenças reumáticas estão presentes em todas as faixas etárias e por acreditar que Dor Compartilhada é Dor Diminuída, eu criei este blog em agosto/2007.

A missão deste blog é compartilhar experiências, divulgar informações e lutar pela melhoria da “qualidade de vida do doente reumático no Brasil”.

Unidos na missão de dizer ao mundo que somos artríticos sim + que estamos vivos, temos sonhos e acreditamos que um dia a tão sonhada “estabilização da doença” irá chegar e se prepare “mundo” somos pessoas com doenças reumáticas, com necessidades especiais e somos diferentes em nossas características + somos normais, amamos, choramos, podemos ter família, trabalhar, formar carreira, tudo, podemos todas as coisas sempre “respeitando nossos limites”

Faça parte da historia do blog, compartilhe, participe através de comentários ou escreva para o e-mail:

artritereumatoide.ar@gmail.com


Facebook Twitter LinkedIn Blogger Facebook Page YouTube

Contact me: Skype priscilanursing MSN priscilanursing@hotmail.com

Artrite Reumatoide Artrite em Atividade !!

Follow teststamp on Twitter

Twitter

Latest tweet: @lucianaholtz corrigindo, faço minhas suas palavras.. rs

Get this email app!

Faça parte da Comunidade Meu Reumatoguia http://www.meureumatoguia.com.br

http://www.reumatoguia.com.br


PROCURAR

Receba atualizações por e-mail, cadastre-se

domingo, 28 de outubro de 2007

Dicas práticas de como proteger as articulações nas atividades do dia-a-dia


Dra. Sinara

Realizar as tarefas do dia-a-dia pode ser complicado se você tem Artrite Reumatóide.
Os movimentos podem ser dificultados pela dor, rigidez das juntas e fraqueza dos músculos.
Além disso, executar atividades de maneira incorreta pode causar mais danos às articulações.
Seguem algumas dicas de como usar as articulações e ao mesmo tempo protegê-las de danos maiores.

1) Evite movimentos de preensão, de torção e de girar com muita força.
Na Artrite Reumatóide é freqüente o acometimento de pequenas articulações das mãos e dos punhos, e movimentos como torcer ou segurar com força objetos podem prejudicar ainda mais estas juntas.

Ao invés de torcer panos e esponjas para remover o excesso de água, use a palma da mão (que está menos acometida pela doença) para fazer pressão.
Do mesmo modo, ao abrir potes de conserva, coloque a palma da mão espalmada sobre a tampa e use o ombro (e não o punho e os dedos) para fazer movimentos giratórios.
Se suas mãos estão afetadas pela artrite, segurar objetos com força usando os dedos pode prejudicar as juntas já enfraquecidas.
Engrosse os cabos de utensílios domésticos, panelas, lápis e canetas.
Alças e cabos mais grossos são mais fáceis de segurar. Evite xícaras com alças muito finas e delicadas, porque são mais difíceis de segurar.
Prefira xícaras com alças maiores ou então canecas térmicas (neste caso você não precisa utilizar a alça, pode segurar diretamente no corpo da caneca).

Evite atividades que causem pressão direta sobre as articulações.
Ao se levantar de uma cadeira, use a palma das mãos e não os dedos como apoio.

2) Evite ficar numa mesma posição por muito tempo.
Ficar muito tempo realizando uma tarefa numa mesma posição (por xemplo, em atividades como leitura, costura ou escrita) pode aumentar a rigidez e a dor nas juntas. Faça pausas freqüentes para relaxar e alongar essas áreas.

3) Cuidado ao carregar objetos.
Arraste objetos pesados ao invés de egurá-los com as mãos sempre que possível.
Quando tiver que levantar objetos do chão, dobre os joelhos e mantenha a coluna reta ao se abaixar.
Ao levantar objetos, use as mãos e também os antebraços junto ao corpo para carregá-los.

4) Use suas juntas e seus músculos mais fortes.
Carregue bolas e sacolas usando alças nos ombros ou nos antebraços, e não as segure com os dedos das mãos. Empurre portas pesadas usando os cotovelos e antebraços ou o próprio corpo, e não as mãos.

5) Respeite a dor e reconheça a fadiga.
Tente evitar (se não puder, modifique) atividades que causem dor.
Repouse o suficiente.
Peça ajuda sempre que necessário.

6) Alterne períodos de repouso com atividade.
Faça curtos períodos de pausa e alterne trabalhos pesados e leves durante o dia.
Não faça atividades que não possam ser interrompidas caso suas juntas fiquem cansadas.

7) Priorize as suas atividades.
Faça uma análise de todas as atividades que você faz durante um dia/semana normais.
Elimine as que não forem necessárias.
Delegue algumas atividades a outras pessoas.
Planeje com antecedência, na expectativa real do que você pode conseguir.
No entanto, lembre-se que você pode mudar as suas prioridades quando necessário.

8) Controle o seu peso.
Um corpo mais pesado causa mais sobrecarga às suas articulações que suportam peso (coluna, quadris, joelhos, tornozelos e pés).
Se você está acima do peso, consulte sua equipe de tratamento para um programa de perda de peso e realização de exercícios físicos.

9) Siga corretamente o plano de tratamento estabelecido pelo seu médico.
Siga as recomendações do seu reumatologista e de outros profissionais de saúde que cuidam de você.
Prossiga com o programa de exercícios designado pelo seu fisioterapeuta e terapeuta ocupacional, e use talas ou
órteses quando recomendadas.

10) Faça exercícios para melhora da força muscular e da amplitude dos movimentos.
É muito importante manter seus músculos fortalecidos se você tem Artrite Reumatóide.
Quanto mais fortes os músculos e os tecidos em volta das juntas, melhor será parasuportar e proteger as juntas, mesmo aquelas que já estão fracas e danificadas pela artrite.
Os três principais tipos de exercícios que podem ser incluídos no seu programa são de alongamento, fortalecimento muscular e condicionamento físico (caminhada, exercícios na água, natação e bicicleta).
FAÇA DOS EXERCÍCIOS
UMA PARTE DA SUA VIDA DIÁRIA.
Fonte: http://www.viverbemcomar.com.br/area%20aberta/default2.asp?pag=intro_AR